Lameblogadas

quinta-feira, dezembro 12, 2002


A festa do GLOBO

Quem foi à Dama de Ferro na terça à noite, e saiu de lá na madrugada de quarta, foi testemunha da maior festa do ano na cidade. Organizada por Patrícia Faria e prestigiada pela fina flor do jornalismo carioca, a fustelança (nas palavras da própria) foi de arromba. Até o Chico Otávio (recordista de prêmios Esso) marcou sua discreta presença.
Às quatro da manhã, depois de tomar três Smirnoff Ice (culpa de Lilico, que me apresentou à bebida) e de dançar por quatro horas seguidas, meu pé começou a ferver. Mas não desisti: tirei os sapatos e continuei na pista. O DJ, figura sempre temida por seus estranhos arroubos musicais, foi 10!!! Tocou até clássicos de minha adolescência, como Núcleo Base, do Ira! (Meu amor, eu sinto muito muito, mas vou indo/Pois é tarde, é muito tarde, eu preciso ir embora/Sinto muito, meu amor, mas acho que já vou andando/Amanhã acordo cedo e preciso ir embora./Eu queria ter você, mas acho que já vou andando/Outro dia pode ser, mas não vai dar pra ser agora/La ra la... La ra la la!/Eu tentei fugir, não queria me alistar/Eu quero lutar, mas não com essa farda!). O repertório foi eclético: teve Roberto Carlos, Sandra de Sá, Beatles, Rolling Stones, Tim Maia, Rappa, Fernanda Porto e The Smiths. Para agradar a todos os gostos.
A festa teve muitas revelações. A turma da diagramação estava animada. Aliás, o chefe deles ficou entusiasmado ao ver quem era a Joana Ribeiro. "Eu leio o Joanar, sou fã". Poxa, Joana parou de escrever no blog e deixou órfão um fã. Quer dizer, vários.
Teve chefe que surpreendeu, dançando e bebendo a noite inteira. É bom vermos as pessoas se transformarem, né? Aliás, a Joana ficou impressionada com o estado da Alessandra, que é muito quietinha no dia a dia. Na volta para casa, deixei Alê num táxi, na Presidente Vargas. No meu carro, ela dizia que o Natal já tinha chegado porque ela estava ouvindo a musiquinha da Leader. "Já é Natal na Leader Magazine", cantava ela, para deleite de Joana, que se mostrou uma exímia conhecedora da zona sul do Rio. Eu passei em Copacabana na ida e na volta. Na ida, busquei Lu Brum. Joana conhecia a rua dela, a Berford Roxo. Na volta, fui deixar a Sanny. Joana só de co-piloto. Pamela, essa ingrata, recusou minha carona. Foi embora com Elis Monteiro, que usava uma sainha rosa super fashion. Eu fui de top listrado e fiquei de olho no sapato bico fino e listrado da Lu: um luxo só!!!
Digna de nota foi também a (esperada) entrada de Renato Garcia no banheiro da Dama de Ferro. Metade do corpo dele ficava de fora. Aliás, inesquecível a cena da fotógrafa Ana Branco, animadíssima, pendurada numa das portas do dito cujo e fotogrando os fusteleiros, quer dizer, os festeiros. Esse banheiro, tão comentado nos dias que precederam a festa, me deixou um pouco traumatizada. Entrei no masculino, vi o mictório e saí, fui para o feminino, vi um homem e fugi. Cruzes!
Patrícia Faria jura que não fez xixi a noite inteira. A idéia de pedir ao Cesar Maia os banheiros químicos não saiu do fumódromo. Também não foi preciso. O povo não se intimidou. A pia no meio da pista de dança também não surpreendeu ninguém. Taís Mendes até tomou banho nela antes de ir embora.
Na pista de dança, como sempre, os mais animados eram os repórteres do Jornal de Bairros. Né por nada não, mas a turma dessa editoria é a melhor da redação. No primeiro andar da boate, alguns deles fizeram a festa nos pufs. Eu não vi, mas disseram que Flávia Duarte dormiu lá. Joana Ribeiro, Sanny Bertoldo e Flávia Rodrigues dormiram juntas num deles. Isso eu vi.
Lilico, vulgo William Helal Filho, virou "buneco" da night. Enfiou o pé na jaca e foi visto indo para casa a pé, sozinho pela Lagoa. Antes disso, salvou Lu Brum de um bêbado chato e se apresentou como nosso Faraó, defensor das mulheres contra a opressão de bêbados da noite.
Teve um momento em que eu tive vontade de dizer a todos que tinha muito orgulho de trabalhar no Globo e estar numa festa como aquela. Nessa hora, encontrei Alan Gripp, que estava ao lado da Patrícia. Aí lembramos do aniversário dele, uma inesquecível noite no Galeto. Patrícia foi a atração daquele dia, onde a idéia da festa de ontem, no Dama de Ferro, brotou. Loas a ela, que provou ser a melhor promoter da cidade.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home