Lameblogadas

segunda-feira, setembro 30, 2002


Kafkiana

Com o marcador na página 274, acabo de encontrar na penúltima prateleira da minha instante um livro de crônicas do meu amado Nelson Rodrigues. A surpresa: ele é repetido, eu tenho um igualzinho na prateleira acima da minha cama, no meu outro quarto, onde ficam os livros mais preciosos e adorados, ao alcance da mão e dos olhos.
Eu nunca colocaria um livro do meu autor predileto onde esse estava, por isso que quando procurei o danado, não encontrei. Dei falta, tentei puxar pela memória (será que emprestei para alguém? não, não se empresta um Nelson Rodrigues!!) e concluí que, por um lapso qualquer, ele faltava à minha coleção de crônicas publicadas pela Companhia das Letras, sob a batuta de Ruy Castro. Comprei outro ano passado, e reli. Agora os dois estão aqui, na mesa do computador. O que eu faço? Alguém quer de presente "O óbvio ululante"? Só tem um problema: tem o meu nome escrito.
Ah, eu procurava um Maiakóvski quando encontrei o Nelson.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home