Lameblogadas

quarta-feira, julho 03, 2002


De novo, não.

Há pouco tempo, transcrevi um verso de uma música que dizia muito do que eu estava sentindo. Volta e meia, o verso volta à mente. "Tristeza não tem fim/ felicidade, sim". Outro que lembro sempre, de Cartola. "Quem me vê sorrindo, pensa que estou alegre"
Não sei bem o motivo, talvez inconscientemente saiba, mas hoje acordei com uma angústia de dar dor no peito e ânsia de vômito. Ontem, tive dificuldade de dormir e chamei até mamãe para sentar-se à beira da cama.
Escrevi esse texto antes de sair para uma matéria que tinha tudo para ser uma bundice. Não foi, mas a edição do jornal assim a transformou. Aí, a angústia se tornar decepção e frustração.
Vou tratar de espantar essa tristeza. Amanhã, estarei de folga e farei um bom programa.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home